ITB - Professor Hercules Alves de Oliveira
Alunos do ITB Prof. Hércules Alves de Oliveira expõem conhecimentos adquiridos em Estudo do Meio

Lugar de aluno é na escola? Sim, mas também é possível aprender fora da escola, em museus, em cidades históricas e na natureza. Foi isso que aconteceu com os alunos do ITB Prof. Hércules Alves de Oliveira. Os alunos dos 1º anos de Publicidade, Design e Administração visitaram a cidade histórica de Paranapiacaba e os alunos dos 2º anos de Design visitaram a Rota dos Bandeirantes. Para concluir o trabalho, os alunos fizeram uma exposição para mostrar todo o conhecimento adquirido durante o estudo de meio, em julho. Além disso, o conhecimento agregado ainda proporciona uma formação única para esses alunos da Fieb.

Ao visitar Paranapiacaba, o aluno conheceu a origem e história da cidade, sua importante participação no ciclo do café, além de perceber a importância da preservação do espaço natural e histórico. O aluno também teve contato com a biodiversidade da Mata Atlântica, pode ver a influência inglesa nas ferrovias, arquitetura e costumes da cidade. Pode ainda perceber que a cidade agora presa pela preservação de sua cultura e promove o turismo sustentável.

Já os alunos que fizeram a Rota dos Bandeirantes passaram por municípios onde os bandeirantes exerciam suas atividades habituais de desbravamento, além disso, puderam perceber que a expansão territorial feita pelos bandeirantes também causou danos às populações indígenas. Os estudantes passaram ainda por parques de preservação de formações geológicas e pelo Memorial do Rio Tietê. Lá, os alunos perceberam a importância do rio e os impactos ambientais causados pela expansão demográfica culminando na poluição.

Para a exposição, os alunos precisavam mostrar o que foi aprendido através de banner, pôster, folder, painel fotográfico e apresentações dos trabalhos aos demais alunos, funcionários e professores da Unidade. Por se tratar de um trabalho interdisciplinar, a apresentação contou ponto para todas as disciplinas. As salas de aulas foram decoradas de acordo com a temática do trabalho. Nesse quesito, os estudantes colocaram toda a criatividade em prática, tanto que em algumas salas era possível até sentir o cheiro do café, remetendo diretamente para Paranabiacaba. Em outras era possível voltar ao tempo das expedições dos Bandeirantes.

“Pretendemos mostrar como que é Paranapiacaba para que a pessoa se sinta na cidade”, disse Eduarda Silva, aluna do 1º ano do Curso Técnico em Publicidade. “Esse trabalho exigiu muito esforço da sala, colaboração, foi preciso administrar muito bem o que cada aluno teria que falar. Mesmo sendo um trabalho com muito detalhe, conseguimos desenvolvê-lo muito bem”, disse Melissa Silvestre dos Santos, aluna do 1º ano do Curso Técnico em Design.

“Nosso intuito foi conhecer a história dos Bandeirantes no Brasil, de onde eles vieram, o que eles fizeram, as obras deles e onde o índio estava inserido nisso tudo. O tema que a minha sala pegou para o trabalho foi sobre a desconstrução do Bandeirante e nós quisemos mostrar o que o Bandeirante fez e o que o índio fez, o que realmente aconteceu”, disse Caique Gonçalves Marques, aluno do 2º ano do Curso Técnico em Design.

Clique aqui para ver as fotos